10 tipos de telhados ecológicos para valorizar seu projeto

Planejando uma construção ou reforma e não sabe quais tipos de telhados são mais indicados para a sua obra? Ter essa dúvida é bastante comum, principalmente com os inúmeros modelos de telhas existentes no mercado. Por isso, para escolher a melhor cobertura para o seu imóvel, é preciso entender quais são as principais característica de cada produto para então acertar na sua escolha.

Assim, você terá certeza de que tomou a melhor decisão para o seu telhado, possibilitando usufruir dos melhores benefícios adequados às suas necessidades. Por isso, separamos, neste texto, 10 tipos de telhados para você conhecer e entender qual deles é a melhor solução para o seu projeto!

1. Telha Branca

Um telhado branco, também conhecido como telhado fresco, tem como principal vantagem favorecer o resfriamento da edificação, uma vez que ele reflete quase a totalidade dos raios do Sol. Como os ambientes ficam menos quentes, aparelhos como ventiladores e ar-condicionado serão menos utilizados, gerando uma redução significativa das contas de energia.

Um benefício adicional do telhado branco diz respeito aos seus efeitos sobre as ilhas de calor urbanas. Casas com telhados tradicionais, de cor escura, absorvem calor e aumentam a temperatura do ar, especialmente durante os meses de verão. Esse efeito é mais pronunciado em áreas urbanas densamente povoadas.

A simples instalação de um telhado de cor branca em casa pode ter um impacto profundo em um espaço urbano. Um estudo realizado em Nova York demonstrou que os telhados de cor branca são, em média, 5º C mais frios do que os que utilizam materiais de cobertura de cor escura.

Assim, promover o uso de telhados ecológicos pode reduzir significativamente as emissões de gases de efeito estufa e os custos de energia de uma cidade.

2. Telha verdes

Energeticamente eficiente e ambientalmente amigável, esse é um dos tipos de telhados que utilizam melhor uma área que é frequentemente negligenciada em um projeto arquitetônico – a cobertura. Eles são coberturas que, no lugar de telhas, usam vegetação natural, trazendo uma série de benefícios para uma edificação, como uma proteção eficiente contra o vento, a chuva e as temperaturas flutuantes.

Além disso, um telhado verde ajuda a melhorar a qualidade do ar e atua reduzindo a poluição. As plantas da cobertura filtram o ar e convertem o dióxido de carbono em oxigênio, tornando o ar mais limpo. Esses telhados ecológicos também ajudam a reduzir poluentes gasosos e partículas de poeira.

Um estudo apontou que um telhado verde pode ajudar a reduzir até:

  • 0,2 kg de partículas de poeira por metro quadrado a cada ano;
  • 37% de dióxido de enxofre;
  • 21% de ácido nitroso.

3. Telha ecológica

A telha ecológica é um material de cobertura reflexivo – a cobertura de um imóvel deve refletir e não absorver calor para ser energeticamente eficiente. Para melhorar a sustentabilidade do telhado, a telha ecológica é tratada com uma resina especial, que a protege contra os raios UV.

Esse é um dos tipos de telhados que é fabricado com matérias-primas recicladas, como a fibra de celulose e as fibras vegetais. A redução de resíduos durante o processo de fabricação desse tipo de telha, bem como a redução da necessidade de processar novas matérias-primas, resultam em menos poluição e geram maior economia de energia.

A telha ecológica não é apenas vantajosa em projetos “verdes”, como também é uma ótima opção para quem deseja investir em uma cobertura econômica.

Durável, a telha ecológica resiste bem a qualquer tipo de clima e permite a construção de telhados com design elegante, leve e de fácil conservação.

4. Telha solar

Levando o conceito de telhados ambientalmente amigáveis ​​para o próximo nível, as opções de materiais para coberturas projetadas para fornecer isolamento térmico, visam reduzir os custos de energia da edificação. Nesse cenário, já existem até telhados que usam telhas solares para gerar energia por meio de células solares fotovoltaicas.

Telhas solares fornecem energia limpa e verde. Além disso, durante a geração de eletricidade por meio dessas telhas, não há emissões de gases de efeito estufa, portanto, a energia gerada é ecologicamente correta.

Muitas vezes, associamos energia solar somente à eletricidade, que é obtida por meio de células fotovoltaicas, mas também é possível usar a energia gerada pela luz do Sol para aquecer um ambiente. Este processo é realizado através da implantação de sistemas solares térmicos que convertem a luz do Sol em soluções de aquecimento.

A nova geração dos tipos de telhados solares possui um design mais moderno do que as tradicionais telhas fotovoltaicas e tem como objetivo não interferir na arquitetura de uma casa. Como essa telha é relativamente pequena, ela pode ser usada para gerar energia em espaços menores do que as usadas pelos painéis solares tradicionais.

5. Telha termoacústica

Esse tipo de telhado é a solução ideal para quem quer ter maior conforto em seu lar. Dessa forma, é possível contar com redução nas despesas com energia elétrica e refrigeração, já que elas proporcionam ambientes muito mais frescos para os imóveis.

Esse tipo de produto é formado por telhas metálicas com isolantes térmicos e poliuretano. Por isso, as telhas termoacústicas são mais indicadas para projetos que demandam maior cuidado com a vedação térmica.

Assim, é preciso avaliar quais são as exigências da sua obra antes de optar por esse tipo de telhado para o seu imóvel.

6. Telha perfurada

As telhas perfuradas são a melhor opção para providenciar maior privacidade sonora nos ambientes internos. Elas são aplicadas na telha sanduíche com lã de rocha, impossibilitando a reverberação acústica e, consequentemente, contribuindo para um melhor conforto. Esse modelo está disponível para diversas aplicações em outros produtos, sendo feita de aço galvanizado, aço galvalume e aço zincalume.

Existe a possibilidade de trabalhar nessa telha com diversas cores no sistema pós-pintura. Por isso, ela se encaixa muito bem em qualquer projeto que tem como objetivo um design mais arrojado.

7. Telha trapezoidal

Esse é um dos tipos de telhados que trazem maior praticidade de instalação e um manuseio mais simples por causa do formato da estrutura da cobertura. Esse modelo tem uma baixa resistência na instalação, já que o seu tamanho máximo é de 10 metros.

Porém, essa variedade se destaca pela sua leveza, o seu aspecto visual diferenciado e a sua adaptação a vários tipos de projetos diferentes.

8. Telha translúcida

Esse modelo de telha é mais indicado para projetos que querem valorizar a iluminação natural nos ambientes internos das edificações. Por causa da sua transparência, é possível trazer a claridade externa para os cômodos, melhorando a qualidade de vida de todos os moradores.

Além disso, esse é um dos tipos de telhados que possibilitam economizar gastos com energia elétrica. Por causa da sua principal característica, é possível eliminar a necessidade de luz artificial durante o dia, maximizando a economia nesse aspecto.

Outro ponto importante é que esse material é extremamente resistente, principalmente quando comparado com o vidro. Ele também é bastante flexível, possibilitando uma instalação mais prática e eficiente.

9. Telha de cerâmica

Um dos tipos de telhados mais comuns no país, as telhas de cerâmica são um modelo tradicional e um dos mais vendidos. Elas são capazes de reduzir a incidência de raios solares, proporcionando um conforto térmico superior que grande parte dos outros materiais encontrados no mercado.

As telhas de cerâmica têm um preço acessível, podendo ser encontradas em diversos modelos e cores variados. Isso abre inúmeras possibilidades de design para os projetos, facilitando na hora de planejar o imóvel dos seus sonhos.

Além disso, elas apresentam uma alta durabilidade, já que são bastante resistentes às intempéries. Por causa da sua ótima resistência, elas necessitam de pouca manutenção e, por isso, apenas uma revisão anual já é o bastante para se certificar de que não há nenhum problema.

10. Telhas de fibrocimento

Esse modelo é um dos tipos de telhados juntamente das telhas de cerâmica mais populares no Brasil. Elas surgiram como uma substituição para o amianto, já que a sua comercialização causava um alto risco à saúde humana.

Apesar do seu formato tradicional ser o ondulado, existem modelos que imitam o padrão das telhas de cerâmica. O fibrocimento é bastante leve, durável e barato, sendo uma boa opção para quem quer economizar na obra. Outro aspecto importante desse tipo de telhado é que ele pode ser realizado com uma inclinação mínima de 15%.

Além disso, por causa do seu peso, as telhas de fibrocimento não requerem uma estrutura robusta para suportá-las. Porém, elas não são recomendadas para projetos que valorizam o conforto térmico, já que absorvem muito calor, deixando o imóvel mais quente.

Pronto! Agora que você conheceu os principais tipos de telhados existentes no mercado, a sua escolha será mais fácil na hora de planejar a construção ou reforma da sua cobertura! Entender as principais características dos modelos é a forma mais eficaz de você identificar quais são mais adequados às suas necessidades, possibilitando uma obra de sucesso para o seu imóvel.

Gostou de conhecer os principais tipos de telhados? Aproveite então para conferir 7 materiais de construção sustentável para projetos residenciais!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.