Rufos e calhas: quais as diferenças e como eles são usados na construção?

Você utiliza rufos e calhas na cobertura da sua obra? Se ainda não os conhece, é preciso saber que ambos são itens importantes por diversos motivos além da estética e, por esse motivo, é preciso incluí-los nos projetos de construção.

Utilizados para direcionar águas pluviais para um reservatório ou para um ralo, esses produtos, geralmente, são negligenciados pela maioria das pessoas até que elas precisem lidar com as consequências de uma forte chuva. Para que isso não aconteça com você, reunimos, neste artigo, as informações mais importantes sobre cada um deles. Confira!

Diferenças entre rufos e calhas

Mesmo que muitas pessoas confundam esses dois itens ou que não saibam com certeza para que cada um deles serve, é possível afirmar que as funções que exercem são distintas — mesmo que se complementem. Confira a seguir.

Rufos

Peças moldadas e soldadas em locais específicos do telhado, servem para evitar que a água da chuva infiltre na alvenaria e cause problemas futuros. Além da cobertura, o rufo é bastante utilizado nos topos dos muros também para evitar a infiltração e para evitar a criação de sujeira devido a ação do tempo e das águas pluviais, que são difíceis de limpar.

Tipos de rufos

Disponível em duas versões, o rufo chamado de encosto é utilizado no ponto onde o telhado encontra a alvenaria. Já o de capa, é usado onde as duas águas do telhado se encontram. Em ambos casos, a fixação é feita com bucha. Já a vedação é feita com a aplicação de silicone e o material desse item é o alumínio — por ser resistente, duradouro e flexível.

Calhas

Basicamente, a calha é um canal com a função de coletar a água da chuva e despejá-la em um reservatório próprio para isso. Com isso, evita-se que o telhado sofra com infiltração ou goteiras. Também serve para que essa mesma água não escorra de forma errada e prejudique a base da construção com danos causados por erosões do solo do local.

Tipos de calha

No mercado, é possível encontrar vários tipos de calha e cada um deles exerce uma função. Para escolher qual a melhor para uma obra, é preciso levar em conta vários fatores, como o comprimento do telhado, a queda d’água e o tipo de telha instalada, por exemplo.

Um dos tipos de calha é a fabricada a partir do PVC. São facilmente encontradas no comércio e a limpeza delas pode ser feita de forma simples. No entanto, uma desvantagem em relação a ela é o fato de não conseguir suportar grandes volumes de água. Por este motivo, é aconselhável utilizá-la somente em construções em locais com nível moderado de chuva e com menos escoamento.

Já as calhas de alumínio são mais resistentes e apresentam maior sustentação. Por isso, são ideias para imóveis localizados em lugares que sofrem com chuvas fortes. Outro ponto positivo é o visual sofisticado que apresentam, que pode ser personalizado com tinta.

A importância desses elementos para a construção

Além de contribuírem para a estética do exterior da casa, rufos e calhas têm grande importância para a estrutura da construção em si. Confira, a seguir, alguns pontos de destaque.

Rufos

A importância desse item tem a ver com o fato de que ele evita infiltrações, o que pode se tornar um problema a médio e longo prazo. Sendo assim, são os rufos que manterão a estrutura da casa protegida e longe de água para não atrapalhar a resistência da cobertura.

Calhas

Além de proteger a pintura das paredes, as calhas evitam que a água da chuva respingue em varandas, calçadas, garagens e serve como uma proteção para que não haja erosão do solo próximo à estrutura da construção por infiltração — o que também pode causar corrosões e rachaduras nas paredes.

Forma correta de fazer a instalação

Em relação à instalação de rufos, independentemente do modelo escolhido, todo o processo é bem simples. Após a colocação no local correto — entre duas águas do telhado —, o item é parafusado com bucha própria e a vedação correta é realizada com silicone. É necessário que esse processo seja feito perfeitamente para garantir eficiência do produto. Por esse motivo, contar com um profissional é necessário.

Após a instalação dos rufos, é recomendado fazer uma inspeção a cada três ou quatro meses, assim como a limpeza e a manutenção da vedação devem ser realizadas de forma periódica. Somente dessa forma será possível garantir que o item funcione da forma esperada.

Já para a instalação da calha, o primeiro passo é avaliar a inclinação do telhado — que deve ser de 1% na direção das correntes ou tubos de queda — para verificar se o produto a ser instalado será eficiente. Aqui, é preciso lembrar que esse procedimento depende exclusivamente do tipo de cada telha, pois eles podem apresentar índices diferentes.

Para evitar que essas peças enferrujem e desabem com o tempo, é preciso instalá-las com parafusos de aço anticorrosivo, como o alumínio e o galvanizado, por exemplo. A vedação, por sua vez, precisa ser realizada com poliuretano para que a água não penetre na estrutura do telhado ou no muro.

Uma dica é instalar grelhas na calha para evitar que folhas e galhos caiam e acabem entupindo a passagem da água. Com esse acessório, os detritos não conseguirão chegar ao duto de escoamento, o que evitará muitos transtornos, como transbordamento.

Relevância de inspecionar periodicamente os rufos e calhas

É muito importante checar se há algum problema com a calha ou os rufos e o melhor momento para realizar a inspeção é uma chuva forte. Se a água nos dutos não estiver sendo drenada no fluxo correto, pode ser que haja sujeira e detritos, como folhas de árvores, ou problemas estruturais.

Na checagem, é bom verificar também se há goteiras dentro da casa ou no forro do teto. O recomendado é repetir o procedimento, no mínimo, quatro vezes ao ano ou mais, caso existam muitas árvores ao redor da propriedade. A manutenção nas calhas evita a formação de poças de água, que podem ajudar na proliferação de mosquitos que transmitem doenças.

Como você pode perceber, rufos e calhas são dois itens que muitas pessoas acham que são a mesma coisa, mas são diferentes. É preciso ter cuidado ao instalar cada um deles e, para isso, é extremamente importante contar com a segurança de materiais de qualidade e com o apoio de profissionais especializados.

Gostou do assunto do post? Então aproveite e conheça agora 6 principais tipos de telha de cerâmica para não errar no telhado!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.