Quer saber como acabar com cupim no telhado? 10 dicas para se livrar dessa praga

Poucas situações podem se revelar tão desgastantes na manutenção de uma construção quanto uma infestação de cupins. Em geral, descobrir como acabar com cupim no telhado revela-se uma tarefa difícil e trabalhosa, especialmente se o problema não for detectado nos estágios iniciais.

Além de desgastante, como as colônias do inseto se instalam dentro das vigas que dão estrutura ao telhado, a infestação pode comprometer a segurança da construção se não for eliminada totalmente.

Mas afinal, como acabar com cupim no telhado? E o que fazer para evitar que o problema se instale novamente na construção? É o que você vai descobrir agora. Acompanhe a leitura!

Quais são as ações fundamentais para evitar cupins no telhado?

O telhado é uma região particularmente sensível à ação de cupins, pois está constantemente em contato com o meio externo. Isso facilita a infestação por motivos tais como:

  • esses insetos são atraídos por substâncias liberadas pela madeira no ar;
  • sabe o cheiro característico da madeira? Eles conseguem captá-lo mesmo quando nosso nariz não percebe. Quando a cobertura do telhado não é bem vedada, isso facilita a identificação das partículas por eles, que se atraem às vigas;
  • em móveis e pisos, nós conseguimos ver rapidamente o inseto ou algum vestígio de sua ação. Por outro lado, como o teto fica fora do alcance mais detalhado da nossa visão, não conseguimos perceber precocemente a infestação;
  • a ação da chuva em um teto mal vedado retém umidade na madeira, o que facilita a vida dos cupins e torna a proliferação mais acelerada.

Quais são as medidas preventivas?

Aplicação de cupinicida

Os cupinicidas são um tipo de inseticida feito especialmente para evitar a infestação por cupins. Eles podem ser aplicados tanto preventivamente quanto para acabar com um problema já instalado. São absorvidos pela madeira e ficam impregnados com um efeito prolongado de 5 a 10 anos.

Durante o tempo da aplicação dessa dedetização, o ideal é que sua família ou os funcionários da sua empresa desocupem o imóvel durante o mínimo de três horas. As pessoas que acompanharem o processo deverão usar equipamentos de segurança para evitar intoxicação.

Cobertura com tintas e vernizes

As tintas e vernizes são importantes por diversas razões, entre as quais podemos destacar:

  • reduzem a liberação dos odores da madeira para o ar, evitando assim que as pragas se instalem;
  • os próprios produtos podem ser tóxicos para os cupins, matando-os antes que eles formem uma colônia;
  • impermeabilizam a madeira, o que torna mais difícil a proliferação no interior das estruturas;
  • dificultam a penetração na madeira — os cupins produzem enzimas e substâncias específicas para degradar a madeira. Na maioria das vezes, elas não têm ação sobre os vernizes, impedindo que os insetos se instalem.

Uso de iscas e repelentes

Ademais, podem ser empregados outros meios mais simples porém um pouco menos eficazes. Por exemplo, as iscas são uma estrutura que contém um inseticida acoplado com uma substância atratora. Assim, os cupins são atraídos e mortos.

Entretanto, isso só deve ser utilizado para prevenir o avanço da infestação, senão você pode contaminar o imóvel com a praga. Por sua vez, os repelentes são produtos químicos que liberam, no ar, substâncias que afastam os insetos do local.

Qual é a importância do telhado para evitar as infestações?

O telhado é a principal estrutura de vedação de uma casa, impedindo a entrada de água das chuvas e isolando o meio interno do externo. Geralmente, a madeira não é utilizada na cobertura, mas sim nas vigas de sustentação de algumas construções.

Em vista disso, os telhados podem ajudar na prevenção por reduzir tanto a chance de entrada desses insetos quanto por evitar o acúmulo de umidade na madeira. Assim, não se cria um meio propício para a instalação das pragas. Nesse sentido, é crucial escolher telhas com material bem impermeabilizado.

Quais são as 10 melhores dicas quando o assunto é como acabar com cupim no telhado?

1. Identifique a praga corretamente

O primeiro passo para descobrir como acabar com cupim no telhado é fazer uma identificação adequada da praga que está atacando o madeiramento. Verifique se a infestação é provocada por cupins ou formigas voadoras, com as quais os primeiros são frequentemente confundidos.

Tirar essa dúvida é bastante simples: a cintura do cupim é bem mais espessa do que a da formiga voadora. Além disso, você pode checar as asas: enquanto as do cupim são translúcidas, as da formiga voadora têm um aspecto mais amarronzado.

2. Avalie o tamanho do foco

Uma vez identificada que a infestação é realmente provocada por cupins, chegou a hora de verificar a extensão do problema para que você possa entender melhor como acabar com cupim no telhado.

Focos muito pequenos podem ser controlados com a injeção de produtos específicos para o extermínio desse tipo de praga. No entanto, focos maiores exigem atenção imediata de uma equipe especializada para evitar maiores prejuízos e garantir a segurança da sua construção.

Esses profissionais são os mais indicados para realizar uma investigação técnica e identificar áreas de ataque e espécies invasoras, tomando assim as medidas mais adequadas.

3. Preste atenção aos sinais de alerta

Devido à sua capacidade de se instalar em fendas muito pequenas, cupins são pragas de difícil controle. Em geral, quando os sinais de sua presença já são bastante evidentes, o problema está bem avançado, e o madeiramento pode estar comprometido.

Por isso, é essencial ficar atento aos sinais de alerta. Faça inspeções frequentes no madeiramento para verificar se não há acúmulo de pó amarelado, de pequenas asas ou de bolinhas de cor acastanhada, indicativos da presença dos cupins no local.

Também é possível tirar a prova dando leves batidas na madeira. Se o som produzido for oco, são grandes as chances de que a praga esteja comprometendo a estrutura do telhado.

4. Não utilize soluções caseiras para resolver o problema

Caso você detecte a presença de cupins no telhado, evite usar soluções caseiras para tentar resolver o problema. Embora algumas sejam inofensivas para os moradores, outras, como o querosene, além de altamente tóxicas são inflamáveis e colocam em risco a segurança da construção e de seus ocupantes.

5. Nunca guarde o madeiramento usado em obras

Quando utilizar madeiramento na reforma do telhado, descarte-o em local adequado logo após a conclusão da obra. Guardar esse tipo de material, especialmente em locais úmidos, pode provocar infestações de cupim no imóvel.

O mesmo vale para outras fontes de alimento para esse tipo de inseto, como tocos de madeira e móveis antigos que não serão mais utilizados.

6. Fique atento aos vazamentos de água

Cupins adoram umidade. Portanto, se você quer mantê-los longe do seu telhado, é importante estar atento a eventuais vazamentos de água na construção e eliminá-los rapidamente. Também é essencial manter a área do telhado o mais seca possível, evitando assim criar um ambiente propício para a praga.

7. Elimine o acúmulo de folhas

Outra maneira de acabar com cupim no telhado é eliminar o acúmulo de folhas nessa área da construção, já que elas criam um ambiente favorável para a proliferação da praga. Se possível, remova todos os ramos de árvores que possam estar em contato com o telhado, para afastar qualquer chance de que os cupins danifiquem a construção.

8. Cheque se existem focos de cupins de solo

Parece um contrassenso preocupar-se com esse tipo de praga quando o assunto é como acabar com cupim no telhado, mas não é.

Isso porque, apesar de viverem na terra, os cupins de solo deixam seu habitat em busca de alimento e, não raramente, usam frestas na parede — que causam danos no concreto e até na fiação elétrica — para abrir caminho em direção ao madeiramento do telhado.

9. Dê preferência às madeiras imunes aos cupins

Uma das maneiras mais eficazes de evitar a presença de cupins no telhado é utilizar, na estrutura, madeiras imunes a essas pragas, como peroba do campo, ipê, pau-ferro, imbuia, peroba rosa, jacarandá, copaíba, braúna e sucupira.

Essa “proteção” acontece porque algumas substâncias produzidas por essas árvores se acumulam em seu interior e são extremamente tóxicas para os insetos, tornando a parte mais escura e interna imune aos cupins. Por outro lado, evite usar sobras de madeira, que são mais propícias à infestação.

10. Faça um tratamento preventivo na madeira

Para evitar todo o desgaste provocado pela presença de cupins no telhado, a melhor solução é agir antes mesmo que eles apareçam. No mercado, existem produtos de caráter preventivo que devem ser aplicados em construções, forros e estruturas de telhados.

Com baixa toxicidade e ação repelente, esse tipo de produto também ajuda a controlar a absorção da umidade, o que reduz as rachaduras na madeira e os empenamentos. Em geral, são de fácil aplicação e incolores, evitando assim a alteração da cor original da madeira.

Para as áreas externas do telhado ou as paredes da casa, verniz com proteção solar e tintas à base de óleo também ajudam a criar uma barreira extra, contra os cupins, já que os insetos não conseguem se alimentar de madeiras com essas substâncias.

Manter a integridade da estrutura do telhado é fundamental para a segurança da sua construção. Por isso, não abra mão de adotar medidas preventivas e, se for o caso, buscar ajuda especializada para saber como acabar com cupim no telhado.

Quer ficar por dentro de mais informações importantes para fazer a reforma do seu telhado? Então, não deixe de conferir este outro post com os 34 termos que todo mundo precisa saber para não cometer erros nessa hora! Está imperdível!

Leave a Reply

Posts mais populares

Como consertar o telhado? Veja pequenos reparos que podem ser feitos
01/11/2019
 6 ferramentas essenciais para ajudar nas obras
31/10/2019
8 cuidados de como andar no telhado com segurança
30/10/2019
Saiba como realizar uma reforma rápida em ambientes
29/10/2019
Guia completo de iluminação para casa: como deixar iluminada?
25/10/2019

Text Widget

Nulla vitae elit libero, a pharetra augue. Nulla vitae elit libero, a pharetra augue. Nulla vitae elit libero, a pharetra augue. Donec sed odio dui. Etiam porta sem malesuada.