Projetos de arquitetura sustentável: 6 dicas para consumidores

Os projetos de arquitetura sustentável estão se tornando preferência entre os consumidores com consciência ambiental. A demanda por esse tipo de projeto está aumentando no mundo todo, em consonância com as aspirações da Agenda 2030 da ONU para o Desenvolvimento Sustentável.

A principal motivação por trás da construção ecológica é reduzir as emissões de carbono e minimizar o uso de recursos naturais, pensando na preservação do planeta. Só entre os anos de 2015 e 2018, o percentual de construções globais com certificações verdes praticamente dobrou, de acordo com o relatório World Green Building Trends.

A decisão por projetos de arquitetura sustentável é uma escolha inteligente do consumidor, uma vez que esse tipo de projeto também gera economia, a partir da diminuição do consumo de energia e aumento da eficiência energética da edificação.

Projetos de arquitetura sustentável: 6 dicas para consumidores

Já há muitos recursos sustentáveis para construção civil disponíveis no mercado. Conheça alguns deles:

Recursos para projetos de arquitetura sustentável

Painéis solares

Os antigos painéis solares, pesados e imensos, foram substituídos por telhas solares leves e delicadas. Essa mudança vem tornando a energia fotovoltáica e a energia térmica solar opções mais acessíveis para projetos de arquitetura sustentável.

Os painéis solares já podem ser encontrados em formato de película para aplicação em fachadas, com apelo visual muito mais estético e com a vantagem de colaborar também para o conforto térmico dentro da edificação, por “cobrir” áreas de envidraçamento.

A energia solar também traz conforto para os usuários da edificação, considerando que uma das suas aplicações é o aquecimento de água para torneiras.

Baterias de armazenamento

Estima-se que, em pouco mais de 10 anos, as baterias capazes de armazenar energia em larga escala serão tão difundidas quanto os painéis solares, assim o armazenamento de energia será viável para projetos de arquitetura sustentável de imóveis residenciais.

Algumas empresas, como a Mercedes-Benz largaram na frente nesse promissor mercado e já começaram a produzir baterias para o armazenamento doméstico de energia em países como Alemanha e EUA. O dispositivo é capaz de armazenar 10 kWh de energia e, entre outras funções, monitora o desempenho energético de uma residência.

 

Sistemas de Gerenciamento

Sistemas de gerenciamento de energia são uma forte tendência na arquitetura verde. Eles monitoram a quantidade de energia gasta em um imóvel e possibilitam a automatização dos sistemas de iluminação e climatização da edificação, aumentando a economia e a comodidade dos usuários do imóvel.

O premiado edifício The Edge, na Holanda, é um exemplo vivo do uso dessa tecnologia, com um aplicativo de smartphone que controla 30 mil sensores, o que permite o ajuste da temperatura e da iluminação de cada espaço de acordo com o número de ocupantes. O aplicativo, já disponível para uso doméstico, também permite controlar as preferências de iluminação do usuário que ocupa o ambiente.

Construção Passiva

Projetos de construção passiva são aqueles que usam técnicas de arquitetura e design para aproveitar ao máximo a luminosidade e a ventilação naturais, restringindo a perda de calor durante o inverno e aumentando o frescor nos meses de verão.

Um elemento de design passivo importante no controle da temperatura é o telhado verde: nele as plantas e os sistemas de solo ajudam a isolar a edificação do frio e proteger a construção do excesso de calor.

Concreto ecológico

O concreto é o material de construção mais utilizado no mundo e é responsável por produzir grandes quantidades de CO2. No entanto, existem muitas alternativas ao uso desse material, como o concreto autorregenerativo, também chamado de bioconcreto.

Esse material sustentável é composto por uma mistura de insumos, que inclui bactérias. Esses microrganismos se tornam ativos quando expostos à umidade, passando, então, a produzir calcário. O mineral produzido nesse processo é capaz de preencher lacunas e rachaduras, permitindo aumentar a vida útil de uma construção.

Coberturas leves

As telhas de fibra vegetal, ou telhas ecológicas, são uma opção de cobertura leve para telhados residenciais.

Esse tipo de material de construção sustentável, feito com material reciclado, traz economia e conforto, pois além de ter longa vida útil, reduz a necessidade de uso de fontes artificiais de climatização, já que absorve menos calor, mantendo assim, uma temperatura ambiente agradável na edificação.

Felizmente, a tendência mundial em criar soluções para construções ecológicas crescerá acompanhando a demanda por uma melhor qualidade de vida de toda a população do planeta. Talvez, em breve, o termo “construção verde” já não seja necessário, porque todos os projetos de construção serão sustentáveis.

Agora que você já sabe como enriquecer os seus projetos de arquitetura sustentável, que tal conhecer outras novidades em materiais de construção sustentáveis?

Leave a Reply

Posts mais populares

Como consertar o telhado? Veja pequenos reparos que podem ser feitos
01/11/2019
 6 ferramentas essenciais para ajudar nas obras
31/10/2019
8 cuidados de como andar no telhado com segurança
30/10/2019
Saiba como realizar uma reforma rápida em ambientes
29/10/2019
Guia completo de iluminação para casa: como deixar iluminada?
25/10/2019

Text Widget

Nulla vitae elit libero, a pharetra augue. Nulla vitae elit libero, a pharetra augue. Nulla vitae elit libero, a pharetra augue. Donec sed odio dui. Etiam porta sem malesuada.