Infiltração no telhado: tudo que é preciso saber para identificar e reparar o problema

Você já parou para refletir sobre os prejuízos de uma infiltração no telhado? Com telhas mal encaixadas e suportes construídos equivocadamente, sua casa pode apresentar diversos riscos e prejudicar a qualidade dos seus móveis e, é claro, do seu conforto e bem-estar no lar.

O fato é que esse problema apresenta causas distintas que podem ser consertadas ou prevenidas a partir de práticas eficientes que não geram prejuízo para você e sua família — ainda mais quando você está começando a sua vida de casado, não é mesmo?

Para ajudar você a identificar as infiltrações no seu telhado e resolver esse problema de maneira prática e efetiva, nós desenvolvemos este artigo com todas as informações sobre o assunto, explorando as causas do problema e as ações preventivas e corretivas que você deve realizar. Acompanhe!

Entenda como identificar infiltração no telhado

Começamos o nosso guia com um tema muito importante: as melhores formas de identificar o telhado com infiltração. Como você já deve imaginar, os vazamentos e a penetração da água da chuva são elementos que contribuem para o desgaste das telhas e da impermeabilização, prejudicando a estrutura do seu telhado — embutido ou não.

Isso faz com que a eficácia da telha seja reduzida, permitindo a passagem de água que pode danificar o reboco, a pintura e até a estrutura da laje. Além disso, é possível encontrar casos em que a mancha de infiltração fica amarelada, desvalorizando o imóvel e estragando a qualidade da sua estética decorativa.

Para evitar que todas essas consequências apareçam, é fundamental saber identificar a presença da infiltração e investir em ações corretivas quando o problema já está acontecendo, alinhadas a atividades preventivas para evitar futuros imprevistos. Bom, existem alguns sinais de vazamento que você deve prestar atenção, como:

  • bolhas na pintura;
  • manchas acinzentadas ou pretas nas paredes;
  • condensação nas paredes nos dias mais frios e úmidos;
  • rodapés soltos ou manchados;
  • rachaduras no teto ou parede;
  • acúmulo de água no peitoril da janela.

Esses indícios fornecem informações importantes para você evitar que a infiltração alastre e comprometa a qualidade da estrutura do seu lar de maneira geral. Por isso, sempre que surgir algum desses sinais, é fundamental averiguar o estado do seu telhado, conferir a preservação das telhas e ficar de olho para perceber se aparecem outros vestígios do problema.

Conheça as 5 causas para a infiltração no telhado

Você já deve ter percebido que a infiltração gera uma série de consequências negativas, não é verdade? Pois é, além de apresentar riscos para a sua estrutura, esse problema também afeta a qualidade estética da sua casa e compromete a sensação de conforto que ela deve oferecer.

Uma das melhores formas de evitar o surgimento desse contratempo é conhecendo suas causas. No último tópico explicamos que existem diversas causas para a infiltração no telhado, você se lembra? Por ser multicausal, o processo de construção do telhado precisa ser feito com atenção redobrada para assegurar que todas as possibilidades de surgimento não aparecerão.

Para ajudar você a identificar as causas do seu telhado com infiltração, separamos a seguir os principais motivos para o seu desenvolvimento. Aproveite para separar o lápis e papel e anotar todas as possibilidades que interferem na sua qualidade de vida e, é claro, do seu imóvel.

1. Troca de telhas

As telhas são elementos fundamentais em qualquer construção. Além de oferecerem um apelo estético inigualável, elas são responsáveis por proteger a estrutura do seu telhado, oferecendo conforto térmico e garantia de que não haverá infiltrações. No entanto, quando aplicadas de maneira equivocada, elas possibilitam o efeito contrário.

Isso quer dizer que, em vez de oferecerem segurança para a estrutura e evitarem os vazamentos, as telhas mal aplicadas e quebradas permitem a passagem da água da chuva e prejudicam a saúde da laje. Via de regra, esse problema acontece em função de quatro aspectos principais:

  • má colocação das telhas durante a construção;
  • reaplicação do produto de maneira equivocada em trocas e manutenções;
  • danos causados em função de problemas ambientais, como ventos, chuvas e granizos;
  • má qualidade do produto.

No entanto, nem tudo está perdido! Temos uma boa notícia para quem sofre com esse contratempo: ele é o mais fácil de resolver. Quando identificado rapidamente, basta realizar uma manutenção corretiva, trocando as telhas danificadas e investindo em um sistema eficiente de calhas, caso a sua região tenha uma alta frequência de chuva.

2. Entupimento de calhas

As calhas são elementos fundamentais em qualquer imóvel, sobretudo as casas em áreas com alto índice de chuvas. Além evitar goteiras e infiltrações, elas possibilitam o desenvolvimento de um lar sustentável que pode investir na reutilização da água natural caso queiram.

Acontece que, por ser um elemento que fica exposto diariamente aos efeitos do ambiente, ela pode gerar alguns problemas como o entupimento, principalmente quando não recebe a manutenção e higienização adequada. Como consequência, temos casas com calhas repletas de água que prejudicam a saúde da telha e favorecem o surgimento da infiltração.

E mais: ao manter a água parada, elas favorecem o desenvolvimento de doenças como a dengue e colocam a sua qualidade de vida em risco. Mas, não se preocupe! Assim como as telhas mal posicionadas ou danificadas, o entupimento das calhas pode ser facilmente consertado com uma higienização profunda e a desobstrução dos canais.

Vale lembrar, ainda, que caso a sua calha apresente fissuras ou rigidez no entupimento, muitas vezes é mais interessante realizar a troca do material para garantir que esse problema não aconteça no futuro. Assim, basta realizar a manutenção preventiva periódica, limpando-a de preferência a cada três meses.

3. Vazamento de canos da laje

Indo um pouco mais além, os vazamentos de canos da laje são problemas mais profundos e que demandam uma maior atenção para realizar o manejo adequado da situação. Por se tratar de uma estrutura fundamental para o sustento da sua casa, você precisa ficar de olho nos sinais de manchas, bolhas nas pinturas e rachaduras no teto.

Assim, é possível identificar os possíveis canos que podem apresentar vazamentos e verificar a necessidade de trocá-los. Ainda, é necessário averiguar o estado da caixa d’água para garantir que ela não apresenta nenhuma rachadura, já que isso também influencia nas chances de infiltrações.

Para os ambientes que apresentam tubulações subterrâneas, prestar atenção na rachadura de pisos, umidade do solo e refluxo de ralos também é uma excelente forma de identificar a origem do vazamento e montar uma estratégia eficiente de controle e ajuste do contratempo.

4. Fissuras e rachaduras

No início deste artigo comentamos que as fissuras e rachaduras no teto e paredes são sinais que podem indicar a presença de telhado com infiltração, certo? Via de regra, esse indício aponta que existe a falta de impermeabilização na laje, prejudicando a estrutura da sua casa, mas elas também podem facilitar o surgimento desse problema.

Isso porque, quando a rachadura não é resultado do vazamento, ela pode desestruturar a região e facilitar o desenvolvimento de uma infiltração, bem como aumentar a umidade do ambiente. Assim, a impermeabilização é comprometida e você precisa identificar a origem da fissura.

5. Falhas no projeto e execução do telhado

Para concluir a nossa lista, não poderíamos deixar de falar das falhas no projeto e execução do telhado, não é mesmo? Muitas pessoas, a fim de economizar, buscam soluções inadequadas para suas construções e comprometem a estrutura do telhado, dando brecha para o surgimento dos vazamentos.

Por exemplo, uma das estratégias utilizadas para economizar na execução da obra é utilizar mantas impermeáveis de baixa qualidade para proteger a laje. Com o tempo, ela perde sua utilidade e facilita a entrada de água no telhado. Alinhado a isso, a escolha de telhas mal produzidas e o encaixe incorreto também favorece a sua quebra e o desenvolvimento de goteiras e vazamentos.

Entenda os problemas causados pela infiltração no telhado

Além das consequências tradicionais que comentamos, as infiltrações trazem uma série de problemas não só estruturais, como estéticos e de saúde. Quando não bem tratadas, elas podem desenvolver mofo, oxidação do telhado, apodrecimento da laje e cobertura e, de quebra, gerar altos gastos com reparos e manutenções.

Além disso, os vazamentos intensos podem abrir caminho para infestações de cupim, já que ambientes úmidos e escuros são perfeitos para a reprodução desses insetos. Como consequência, a longo prazo a estrutura da sua casa fica comprometida e será necessário investir em manutenções no telhado e nas paredes, bem como a reposições de móveis.

Por isso, conhecer quais são os problemas causados pela infiltração garante certa motivação nos moradores para investir em atitudes eficientes que evitam o seu surgimento, concorda? A seguir, listamos outros desafios que você pode encontrar caso esse contratempo atinja o seu lar:

  • danos nas pinturas, associado à deterioração dos revestimentos;
  • descolamento de sancas de gesso;
  • curto circuito na parte elétrica;
  • poças de água sob as pias;
  • fissuras e trincas nas paredes;
  • manchas estufadas no teto;
  • deterioração dos móveis, principalmente quando há goteiras;
  • surgimento de fungos no ambiente, favorecendo o desenvolvimento de problemas respiratórios, como asma, rinite e bronquite;
  • aumento da conta de água e luz.

Descubra o que fazer em caso de telhado com infiltração

Com todos esses desafios em mente, sempre surge aquela dúvida em relação a qual atitude tomar para garantir que o seu telhado tenha uma vida útil ampla e saudável, não é verdade? Bom, existem diversas formas de garantir que a umidade e os vazamentos acabem no seu lar.

O primeiro passo é entender a estrutura do seu telhado. Afinal, existem quatro camadas básicas que compõem a sua construção: laje, impermeabilização, madeiramento e telhas. Além disso, para quem quer um reforço contra vazamentos, é possível aplicar a manta impermeabilizante antes das telhas.

Essa pequena atitude garante uma resolução muito mais efetiva, tendo em vista que você saberá identificar com rapidez a origem do problema. Com isso feito, está na hora de identificar a causa do vazamento, como explicamos a seguir:

para checar problemas de impermeabilização: basta tampar as saídas das calhas e enchê-las com água. Se houver algum vazamento, a impermeabilização não foi realizada da forma certa;

para conferir problemas nas telhas: busque por rachaduras, quebras e fissuras, já que esses três aspectos facilitam a entrada de água no telhado. Para isso, posicione-se entre o madeiramento e a laje para não danificá-las;

para verificar problemas no madeiramento: o ideal é analisar se existem curvas e no telhado ou se ele está empenado. Assim, será necessário investir em ajustes estruturais.

Então, identificou qual é o problema da sua casa? Agora, o próximo passo é investir em soluções inteligentes que resolvem essas dificuldades. Nos próximos tópicos, explicamos as melhores estratégias de enfrentamento que você deve seguir para cada um dos contratempos apresentados. Confira!

Problemas de impermeabilização

Caso o seu contratempo for pequeno, investir nas mantas é a melhor alternativa. Isso porque ela reforça a sua impermeabilização e consegue conter a entrada de água com facilidade. Além disso, é sempre uma boa atitude conferir a qualidade das telhas e, caso necessário, realizar sua troca.

Por outro lado, se a sua situação for grave, a melhor atitude é realizar a troca total do telhado, aplicando um novo impermeabilizante entre a laje e o madeiramento e investindo em telhas resistentes ao efeito do sol, vento e chuva. De maneira geral, essa é a atitude mais eficaz, mas com um custo elevado.

Problemas nas telhas

Como você já deve imaginar, esse caso é bastante simples e apresenta uma solução rápida e com excelente custo-benefício: trocar as telhas. Nos casos em que o seu telhado apresenta poucos itens rachados ou quebrados, basta trocar os elementos danificados e substitui-los pelos novos.

O fato é que raramente o seu telhado apresentará uma grande quantidade de telhas estragadas, visto que isso acontece somente em locais com muito vento ou que sofreram alguma tragédia natural. Todavia, se isso acontecer, a nossa dica é investir em um novo telhamento e começar a construção do zero.

Para isso, será necessário escolher materiais de qualidade — não se preocupe, falaremos mais sobre ele nos próximos tópicos! — e utilizar um bom sistema de vedação para impedir a entrada da água da chuva. E mais: se a sua região sofre com ventos intensos, o mais seguro e econômico é escolher elementos resistentes, como as telhas de fibrocimento.

Problemas no madeiramento

Para finalizar, se esse é o seu desafio você precisará investir em uma técnica mais precisa para modificar a estrutura do seu telhado. Normalmente, as consequências geradas pelo mal suporte das telhas são oriundas da sua construção malfeita, com baixa inclinação e desníveis perceptíveis.

O ideal para garantir a boa recuperação da área é investir na sua nova construção, utilizando um produto eficiente de impermeabilização, telhas de qualidade e a manta caso seja necessário. Vale lembrar que essa atitude envolve um gasto inicial maior, mas oferece uma qualidade superior a atividades corretivas.

Isso porque você consegue uma melhor vida útil dos materiais e móveis, além de oferecer segurança para sua família em morar em um ambiente confortável e esteticamente agradável. De quebra, os custos com a manutenção reduzirão e você economizará a longo prazo.

Aprenda a prevenir as infiltrações

Até agora, você pôde conhecer como identificar um vazamento, suas principais causas e consequências, bem como quais atitudes tomar para corrigir esse problema. Mas, afinal, como prevenir as infiltrações e evitar todas essas dores de cabeça? Não podemos negar: a melhor forma de fazer isso é realizando uma construção eficiente.

Isso implica na utilização dos produtos e materiais certos, cuidados na aplicação das telhas e na manutenção preventiva frequente — em média, uma vez ao ano é suficiente para evitar futuros incômodos. Para facilitar a compreensão, separamos um pequeno passo a passo para você seguir na construção do seu telhado.

Verificar o projeto

Não é nenhum mistério que o primeiro passo é acompanhar o projeto, não é mesmo? Nesse momento, você deve conversar com a equipe de profissionais responsáveis pelo planejamento e execução de obra, tirando todas as suas dúvidas sobre a aplicação dos materiais e a eficácia do telhado.

Assim, é possível identificar o nível de inclinação da área, a qualidade das telhas e das calhas utilizadas, a forma de utilização dos silicones e mantas impermeabilizantes. Tudo isso contribui para uma longa vida útil do seu telhado, colocando a saúde e segurança da sua família em primeiro lugar.

Investir na calha

Como comentamos, a calha é um elemento essencial em qualquer projeto. Além de garantir a vazão adequada da água da chuva, evitar acúmulos de líquidos e possibilitar o reaproveitamento desse material natural, ela é uma excelente forma de potencializar a usabilidade das telhas e proteger sua laje.

Para escolher a melhor, a nossa dica é conferir a região na qual você mora. Por exemplo, para cidades litorâneas as calhas galvanizadas são excelentes alternativas, já que são mais resistentes contra ferrugens e chuvas fortes. Por outro lado, em cidades continentais, os produtos em alumínio são as melhores opções.

Para finalizar, não deixe de conferir a qualidade da sua caixa d’água, o destino da água da chuva e o entupimento da calha, realizando higienizações a cada três meses. Caso sejam regiões subterrâneas, ficar de olho em possíveis vazamentos na terra também é uma excelente forma de prevenir outros tipos de infiltrações.

Impermeabilizar a laje

Na construção do seu telhado, a impermeabilização é um item indispensável. Responsável por evitar a infiltração, o produto é aplicado na laje para impedir que a água fique retida na região. Além de utilizá-lo na modalidade usual, como a manta asfáltica e o Rebotec, você pode reforçá-lo com uma manta antes de colocar as telhas.

Vale lembrar que a vida útil desse material é baixa, sendo necessário realizar manutenções preventivas uma vez ao ano para conferir o estado do impermeabilizante e reaplicar o produto caso necessário. E mais: você pode complementar a vedação com adesivos de silicone resistentes a radiação solar, baixas temperaturas e ventos fortes.

Em razão do não escorregamento do produto, ele pode ser utilizado em locais inclinados aderindo a qualquer tipo de superfície. Assim, além de proteger a impermeabilização, você garante uma melhor vida útil das telhas e evita as goteiras incômodas nas épocas de chuva.

Para finalizar, você pode — e deve! — utilizar telhas leves, flexíveis e resistentes para potencializar a eficácia da impermeabilização e garantir uma vida útil melhor. Afinal, elas permitem a realização de diferentes projetos com a estética que mais combina com a sua família, bem como evitam quebras e rachaduras incômodas e garantem um bom caimento do telhado.

Isso faz com que a vida útil da impermeabilização aumente — já que a água dificilmente entrará em contato com a laje — e oferece mais qualidade de vida para você e sua família. De quebra, você consegue um excelente custo-benefício, reduzindo os gastos com as correções e garantindo uma construção mais bonita.

Investir em materiais de qualidade

Escolher materiais de qualidade faz toda a diferença na realização de uma boa obra. Imagine que você decide escolher alguns tipos de telhas cerâmica que são mais pesadas e menos resistentes? Com certeza ficará muito mais difícil construir o seu telhado do zero e não danificar esses itens.

Por isso, conhecer quais são os elementos necessários para a construção, assim como realizar uma pesquisa de preço para conferir qual dos fornecedores oferece uma qualidade acima da média por um valor justo é uma das principais etapas para garantir a durabilidade da telha e, é claro, do seu telhado. Como consequência, você adquire itens mais resistentes, duradouras e que combinam com o seu estilo decorativo.

Você percebe como a infiltração no telhado traz muitas dificuldades para você e sua família? Além de diminuir a vida útil dos seus materiais, ela prejudica a estética do ambiente, trazendo desconforto para o seu lar. Ainda, quando muito avançada, pode proporcionar problemas respiratórios e colocar a sua saúde em risco.

No entanto, existem soluções práticas que são capazes de resolver esse problema de forma efetiva, não é mesmo? Seja investindo na troca de telhas e na impermeabilização local, seja realizando a reforma do telhado, você consegue transformar a sua qualidade de vida e morar em um local agradável e perfeito para você e sua família.

Então, gostou das nossas dicas? Se você deseja encontrar outros conteúdos sobre a construção eficiente do seu telhado, assine a nossa newsletter e não perca nenhuma atualização!

Deixe um comentário