Guia completo de iluminação para casa: como deixar iluminada?

Você sabia que a iluminação para casa é um aspecto fundamental tanto para o bem-estar quanto para a estética do ambiente? Investir em meios de clarear os cômodos do seu lar, combinando as cores das paredes com as luzes e entender como melhorar os aspectos internos é muito importante para garantir maior conforto para todos os membros da sua família.

O melhor é que é possível aprimorar esse aspecto em sua casa sem precisar investir muito dinheiro, já que existem formas sustentáveis de melhorar a iluminação de forma barata e eficaz. Dessa forma, planejamos neste texto, um guia completo sobre o assunto para você conseguir deixar o seu lar mais agradável possível!

Quando pensar em iluminação?

A iluminação deve ser um dos primeiros passos que você deve considerar durante o início de uma reforma ou de uma construção em sua casa. Assim, é possível tornar a execução da obra mais prática, evitando gastos excessivos durante todo o processo. Acontece que considerar todo o seu projeto junto com a arquitetura é um meio extremamente efetivo de melhorar os resultados e as suas economias.

Dessa forma, é possível ter um uso adequado de todos os produtos e materiais que vão compor a reforma ou construção do seu lar, evitando trabalhos desnecessários e gastos acima do seu orçamento.

Outro grande benefício é, que dessa forma, o cronograma da sua obra pode ser realizado sem tantos imprevistos durante a sua execução. Portanto, o melhor momento para começar a pensar sobre a iluminação para casa é logo após a definição — junto com o auxílio dos arquitetos — da dimensão de cada ambiente e do layout da sua casa.

Acontece que a iluminação e o projeto dos cômodos têm uma relação direta e muito importante. Portanto, é indispensável conhecer o que você quer de cada ambiente em sua residência enquanto se elabora o seu projeto.

Como deve ser a iluminação de cada ambiente?

A principal dica sobre como deve ser a iluminação para casa é justamente ao considerar que cada área do seu lar pede por um tipo de luz diferente e, por isso, requer uma solução específica para cada caso. Por isso, a iluminação deve ir de acordo com as sensações e sentimentos que você deseja despertar em cada espaço da sua residência.

Pensando nisso, como meio de facilitar o seu planejamento, separamos algumas dicas valiosas relacionando cada ambiente que compõe uma casa ao tipo ideal de iluminação para eles!

Sala de estar

A sala de estar é um ambiente que pede uma iluminação mais suave e que seja capaz de pontuar as peças centrais desse local — como a mesa de centro e as suas laterais — mas sem deixar os arredores muito escuros. Por isso, opte por usar uma automação ou um dimmer. Dessa forma, você terá controle total sobre a intensidade da luz nesse cômodo, providenciando maior conforto visual para você e sua família.

Também, você pode apostar na iluminação indireta por meio do uso de abajures e luminárias. A grande dica para isso é nunca colocar pontos de luz em cima das poltronas ou sofás, já que isso pode causar um incomodo nas pessoas que estão sentadas logo abaixo daquele foco.

Sala de jantar

Na sala de jantar, é indispensável contar com uma boa iluminação em cima da mesa. Por isso, é recomendável o uso de um lustre ou um plafon. Além disso, caso a sua casa tenha uma mesa retangular muito comprida, pode ser necessário a instalação de pontos auxiliares nas suas laterais.

Isso porque, o foco de um lustre ou um plafon é mais direto no centro das mesas e, dependendo do tamanho, pode ser que as suas extremidades fiquem sem uma iluminação adequada.

Cozinha

Para garantir uma boa iluminação para a sua cozinha, você deve considerar por uma opção que consiga clarear todo o ambiente de forma eficiente. Também, uma dica muito importante ao planejar esse cômodo é pensar nas luzes sob as bancadas de trabalho. Para isso, pode ser necessário acrescentar pontos de luz com foco — como luminárias de parede — possibilitando um ambiente mais iluminado.

Quarto

Por ser um ambiente de repouso, esse local demanda uma iluminação suave, capaz de providenciar maior conforto para quem está indo dormir. Portanto, o uso de um dimmer para controlar a intensidade pode ser o ideal para ter uma claridade adequada.

Além disso, tome cuidado para não projetar a luz diretamente na cabeceira da cama. Isso pode causar desconforto e dores de cabeça para quem está deitado. Nesse caso, a área pede por pontos indiretos, que podem ser facilmente resolvidos com o uso de abajures ou luminárias.

Banheiro

Para conseguir uma iluminação ideal em seu banheiro, procure por algo que seja claro o suficiente, além de contar com um foco de luz onde fica o espelho. A dica de ouro para esse ambiente é usar uma luz difusa ou indireta próxima à pia, possibilitando que o seu rosto fique iluminado de maneira uniforma.

Como escolher as lâmpadas corretas?

Para contar com a iluminação para casa perfeita, existem alguns detalhes que são imprescindíveis na hora de planejar cada ambiente. Por isso, é muito importante saber escolhe as lâmpadas corretas para o seu lar, desde a sua temperatura até o melhor formato para valorizar a sua residência.

Acontece que todas essas características influenciam na intensidade da iluminação e até mesmo no foco de luz em determinadas partes do ambiente.

Considere a temperatura

Saber como escolher a temperatura das suas lâmpadas é uma etapa muito importante, já que uma escolha errada pode comprometer toda a decoração de sua casa, além de poder fazer você gastar mais — como nos lustres, que necessitam de várias lâmpadas.

Por isso, o primeiro passo é pensar no ambiente como um todo. Portanto, tenha noção da proporção da sua casa na hora de escolher as lâmpadas que vão compor os cômodos. Isso possibilita ter uma ideia sobre quantas serão necessárias para iluminar cada ambiente de seu lar. Além disso, você conseguirá entender melhor a necessidade de investir em luminárias ou abajures para que não haja iluminação em excesso e, consequentemente, deixando o ambiente desordenado e carregado.

Combinar a iluminação com a sua decoração é capaz de dar um aspecto único ao seu lar. Acontece que cores relaxantes, como o amarelado, conseguem trazer a sensação de tranquilidade tanto para os habitantes da casa quanto para as visitas, transformando o ambiente em um lugar mais aconchegante e descontraído.

Enquanto isso, existem outros lugares da casa que precisam de mais atenção e agitação com cores mais claras. Acontece que a temperatura oferecida pela sua lâmpada é capaz de causar esse tipo de efeito e, por isso, deve ser bem planejada.

Entenda os diferentes tipos de lâmpadas

Atualmente no mercado, existem diversos tipos de lâmpadas, cada qual com o seu benefício que impacta diretamente na iluminação para casa.

Incandescentes

Essas são os modelos de lâmpadas mais antigas. Elas não são tão eficientes, já que apenas 5% da energia elétrica consumida se torna luz — enquanto o restante é transformado em calor e, consequentemente, gerando maior gasto de energia.

Por causa do seu alto desperdício, alguns modelos desse tipo de lâmpada já não podem mais ser comercializados no Brasil.

Fluorescentes

As lâmpadas fluorescentes ganharam muito espaço no mercado por causa do seu baixo consumo quando comparadas com o modelo anterior. Acontece que, internamente, elas contêm gases argônio e neônio, que podem causar diversos problemas respiratórios caso sejam inalados. Além deles, existe a presença de mercúrio, fósforo e trifósforo, que são muito perigosos para a saúde e nocivos ao meio ambiente.

Halógenas

Elas funcionam bem semelhantes às lâmpadas incandescentes, porém, são muito mais potentes, já que elas contêm substâncias halógenas, como bromo e iodo, em sua composição, aprimorando a sua eficiência.

LED

As lâmpadas de LED são o modelo mais econômico no mercado. Por serem mais modernas, elas possuem uma alta qualidade, se destacando principalmente pela sua grande durabilidade. Elas contam com uma tecnologia capaz de converter a energia elétrica diretamente em luz. Por causa dos seus pequenos chips internos, elas conseguem iluminar sem causar qualquer tipo de aquecimento nos ambientes.

Além disso, as lâmpadas LED são uma ótima opção para quem pensa em algum modo de realizar construções sustentáveis. Acontece que elas são produtos ecologicamente corretos, ou seja, não usam nenhum elemento capaz de causar danos a natureza em sua composição.

Como economizar energia?

Na hora de montar a iluminação para casa, é preciso considerar as formas de embelezar o seu lar da maneira mais econômica possível, sem afetar a estética dos ambientes. Devido à sua eficiência, durabilidade e resistência, aliadas ao seu contributo para a economia, as lâmpadas LED são a primeira opção para tornar um cômodo agradável sem pesar no seu bolso.

Por isso, durante a aplicação de uma iluminação LED, você deverá considerar alguns fatores técnicos, como a voltagem, os conectores, a eficácia e a segurança. Além disso, será necessário ter em consideração que da mesma maneira que as atividades desenvolvidas nos cômodos da casa se divergem, as necessidades de iluminação também vão variar para cada local.

Além de considerar o tipo de lâmpada na hora de gerar economia para a iluminação do seu lar, existe outro modo extremamente eficiente e que pode parecer um pouco óbvio — mesmo que nem todo mundo pense nele.

A luz natural é uma ótima forma de você economizar energia durante o seu dia a dia, além de ter uma influência direta na sua produtividade. Por isso, ao longo do dia, deixe as suas janelas abertas, permitindo que o sol entre e ilumine todos os cômodos da sua casa.

Dessa forma, você não precisará acender nenhuma lâmpada até que a noite chegue. Para que isso aconteça de maneira mais eficiente ainda, você pode investir em alguns objetos, como portas, janelas e telhas transparentes. Dessa forma, você conseguirá aproveitar ao máximo a luz externa, gerando maior economia para o seu bolso.

Por que preferir a iluminação natural?

A iluminação natural é um meio de oferecer maior conforto ao ambiente, mudando o astral de todos os habitantes da casa e proporcionando maior bem-estar e aconchego. Também, a luz solar está diretamente associada aos aspectos econômicos, estéticos e ambientais.

Conforto visual

A luz solar consegue tornar qualquer tipo de ambiente mais agradável, possibilitando que as pessoas ali presentes tenham uma melhor qualidade de vida. Isso acontece porque, quando ela é bem coordenada e ajustada ao espaço do cômodo, consegue proporcionar a melhor forma de iluminação para os nossos olhos, reproduzindo as cores do dia a dia com maior eficiência.

Além disso, a luz natural é uma grande aliada da nossa saúde ocular, sendo sempre a melhor opção de iluminação para momentos de trabalho, leitura e praticar as demais tarefas do dia a dia.

Ajuda a melhorar a saúde

O contato da luz natural com o nosso corpo é capaz de produzir vitamina D, que auxilia na absorção do cálcio e na melhoria dos níveis de melatonina e cortisol. Também ela é capaz de ajudar na liberação do hormônio responsável pelo bem-estar.

Assim, ter com contato maior com a luz natural em sua casa tende a realizar com maior vigor qualquer tipo de tarefa durante o seu dia, reduzindo o estresse e o cansaço.

Eficiência energética

Os valores de iluminação da luz natural são bem maiores quando comparados com os modos artificiais — como as lâmpadas ou abajures, por exemplo. Isso significa que a qualidade energética da luz solar é muito superior e, quando usada corretamente, pode iluminar com maior eficiência por várias horas durante o dia.

Menor impacto no meio ambiente

Contar com um bom projeto de iluminação para casa é indispensável para quem quer ter uma residência mais sustentável. Acontece que com a luz natural, é possível suprir entre 80% a 90% de toda a claridade necessária para o seu lar ao longo do dia.

Com isso, é possível gastar bem menos, já que o consumo de energia elétrica será reduzido ao mínimo em relação à iluminação. Como consequência, existe uma diminuição do impacto negativo que é gerado na natureza.

Qual cor de parede é adequada à iluminação?

Além das escolhas de lâmpadas adequadas para os cômodos de sua casa, saber escolher as cores de cada ambiente é indispensável para potencializar o efeito da iluminação, tornando-o mais funcional de acordo com os objetivos.

É conhecido o fato que a iluminação pode influenciar diretamente nos tons das cores, então fique atento a isso. Portanto, ao escolher a lâmpada, é preciso verificar se o tom é quente ou frio. Acontece que paredes escuras não combinam muito bem com a luz quente —ou tons amarelados — já que eles alteram a cor do ambiente.

Por isso, é possível realizar a combinação de cores escuras com uma luz fria. O grande problema é que nesse caso, a cor fria pode parecer menos eficiente do que ela realmente é. Portanto, use cores escuras com moderação.

Agora, caso você tenha escolhido um tom mais claro para a sua parede, é possível combinar sem medo com lâmpadas de tons quentes ou frios, dependendo do ambiente. Para deixar os cômodos mais iluminados, as cores claras são as mais recomendadas, já que elas são capazes de refletir melhor a luz.

Com isso, é possível até mesmo reduzir o seu consumo de energia, pois reduz a necessidade de uma iluminação artificial durante o dia. Porém, não exagere. Acontece que as lâmpadas frias com abuso de branco podem causar desconforto por causa do excesso de luz.

Como ser sustentável nas escolhas?

A consciência ambiental é um assunto que vai muito além de uma forma de economizar. Por isso, ser sustentável em suas escolhas de iluminação é uma forma de reduzir os impactos negativos sobre o meio ambiente, reduzindo a necessidade de produção de energia em grandes quantidades, economizando recursos naturais e reduzindo problemas na rede elétrica.

Por isso, é preciso ter um compromisso real ao elaborar o seu projeto de reforma ou construção. Isso evita problemas que podem acabar aumentado o seu consumo em vez de reduzir. Assim, os melhores sistemas de iluminação sustentável para a sua casa combinam diferentes estratégias que vão de acordo com as necessidades de cada ambiente e com os recursos disponíveis.

Prefira lâmpadas LED

Como já explicamos, as lâmpadas LED são o modelo mais econômico e eficiente encontrado no mercado. Além disso, elas não irradiam calor e são capazes de fornecer uma quantidade de luz muito superior que os demais modelos, consumindo muito menos energia.

O custo-benefício delas fica evidente principalmente ao observar a sua durabilidade e eficiência. Além disso, esse produto não contém substâncias tóxicas em sua composição, contando com materiais menos poluentes e que podem ser reciclados.

Aproveite ao máximo a iluminação natural

Para ser sustentável, você deve considerar todas as opções que possibilitem ter um lar bem iluminado, reduzindo os impactos ao meio ambiente. Por isso, valorizar a luz natural é o meio mais eficiente e com um investimento que se paga com o passar do tempo. Existem diversas formas de permitir que a luz solar entre em sua casa, como ao deixar as cortinas abertas ou ter portas e janelas com vidro transparente.

Além disso, você pode planejar durante a reforma ou construção da sua casa a aplicação de telha ondulada transparente. Esse tipo de material possibilita a passagem da luz natural, permitindo que o sol aqueça naturalmente o ambiente, mesmo nos meses mais frios. Além disso, ela requer pouca manutenção, já que são praticamente inquebráveis e não desbotam nem descascam com o passar do tempo.

Por isso, para tornar o seu lar ainda mais sustentável, procure por um fabricante de telhas ecológicas para garantir que nenhum material usado em sua casa agrida o meio ambiente.

Instale painéis solares

A instalação de painéis solares permite que você gere a energia que será consumida durante o seu dia a dia. Por isso, essa é uma ótima alternativa para ter uma fonte de energia limpa e implementar a iluminação para casa sustentável em seu cotidiano.

Basicamente, essa solução se baseia na captação da luz solar por meio de placas. Apesar de no começo ser necessário um investimento em todo o equipamento necessário para realizar essa ação, a economia gerada a longo prazo é capaz de pagar todos os custos e reduzir drasticamente o seu consumo de energia elétrica, além de ser uma maneira sustentável de manter a iluminação em seu lar.

Aposte nas cores claras

Uma das soluções mais viáveis e sustentáveis de iluminação para casa, além de ser incrivelmente simples é justamente usar as cores claras nos ambientes do seu lar. Acontece que os raios solares se refletem melhor em superfícies mais abertas, como o branco, o bege e o salmão. Assim, é possível diminuir a necessidade do uso de iluminação artificial durante o dia, reduzindo naturalmente o preço da sua conta de luz.

Como usar cortinas pensando na iluminação?

O uso de cortinas está justamente na privacidade que elas trazem para os moradores, além de controlar a entrada de luz nos cômodos. Por isso, é essencial considerar o material delas na hora de montar a sua casa. Acontece que existem materiais brancos capazes de refletir a luz, causando desconforto visual em todos presentes no ambiente.

Assim, é preciso considerar algo que possibilite dar maior privacidade para todos os membros do seu lar, mas que ao mesmo tempo não tire a sofisticação e elegância que você planejou durante a reforma ou construção da casa.

Também, é preciso pensar o tipo de cômodo onde serão instaladas as cortinas. Nos quartos, por exemplo, é preciso contar com algo que bloqueie a entrada de luz durante o período de sono, evitando o desconforto da claridade durante as manhãs.

Já na sala de estar, é possível instalar uma cortina com um material mais leve, que possibilite a entrada da luz natural enquanto garante a privacidade da sua casa.

Com isso, você já sabe o necessário sobre como preparar a iluminação para casa, deixando o seu lar mais iluminado e confortável para toda a sua família. Entender a importância da iluminação durante o planejamento da sua residência, além dos benefícios que ela traz para nós é indispensável para ter uma melhora de vida.

Aproveite o seu interesse no assunto e compartilhe este texto com os seus amigos e conhecidos nas redes sociais para que eles comecem desde já o planejamento da iluminação para casa!

Leave a Reply

Posts mais populares

Como consertar o telhado? Veja pequenos reparos que podem ser feitos
01/11/2019
 6 ferramentas essenciais para ajudar nas obras
31/10/2019
8 cuidados de como andar no telhado com segurança
30/10/2019
Saiba como realizar uma reforma rápida em ambientes
29/10/2019
Reforma de casas antigas: como fazer sem mudar a rotina?
25/10/2019

Text Widget

Nulla vitae elit libero, a pharetra augue. Nulla vitae elit libero, a pharetra augue. Nulla vitae elit libero, a pharetra augue. Donec sed odio dui. Etiam porta sem malesuada.