Como usar a telha metálica trapezoidal em um projeto residencial?

Se você está pensando em escolher a telha metálica trapezoidal para a cobertura do seu projeto residencial, reflita bastante sobre a importância do conforto termoacústico em casa.

Foto ilustrativa de uma telhado com telha metálica trapezoidal

Afinal, uma casa livre de ruídos, frio ou calor excessivos oferece mais conforto e qualidade de vida aos seus ocupantes. Por isso, é importante conhecer bem o material que compõe cada tipo de telha para poder fazer a escolha correta.

Em primeiro lugar, o que é a telha metálica trapezoidal?

A telha metálica trapezoidal é um material de cobertura composto por uma chapa simples de alumínio ou aço em formato de trapézio. Para garantir a proteção da cobertura contra corrosão atmosférica, esse tipo de telha passa por um processo de galvanização ou zincagem, o que aumenta sua durabilidade.

Pelo seu formato, a telha metálica trapezoidal consegue cobrir vãos maiores do que a versão ondulada, razão pela qual é mais frequentemente utilizada em estruturas de grande porte, como centros comerciais e escolas, onde as colunas de sustentação estão, geralmente, mais distantes umas das outras.

No entanto, nada impede que o material seja aproveitado também em projetos residenciais, desde que sejam considerados os pontos de atenção nesse tipo de telha. Entenda melhor!

Quais são as vantagens e desvantagens da telha metálica trapezoidal?

Detalhe da telha metálica trapezoidal

Para entender melhor a viabilidade de qualquer solução de cobertura, é importante avaliá-la sob alguns aspectos fundamentais, que vão impactar diretamente no custo total do projeto ou no bem-estar dos seus ocupantes. Saiba quais são eles!

Durabilidade e praticidade

Por ser um material bastante leve, a telha metálica trapezoidal não pede uma estrutura muito reforçada, o que diminui os custos de instalação do telhado. Além disso, justamente por não pesar tanto, ela é fácil de transportar e manusear, o que, em tese, acelera o tempo da obra.

No entanto, é importante considerar que a telha metálica trapezoidal é propensa a amassar, e que os preços inicialmente atraentes do material podem não oferecer o melhor custo x benefício, se considerados os custos com a manutenção do telhado e substituição de peças danificadas.

Além disso, você deve levar em conta os acabamentos que são utilizados na montagem da estrutura metálica, que podem enferrujar com o passar do tempo, exigindo manutenções frequentes.

Conforto acústico

Foto ilustrativa de chuva em um telhado

Um dos pontos fracos da telha metálica trapezoidal é o conforto acústico. Esse tipo de material amplia os ruídos externos, o que pode se tornar o barulho um incômodo persistente, especialmente em regiões com chuvas frequentes.

Além de se converter em um inconveniente para projetos residenciais, o baixo desempenho acústico da telha metálica trapezoidal pode até mesmo afetar a produtividade em edificações comerciais ou industriais.

Para diminuir o problema, é possível recorrer ao uso de manta, isopor, forro ou laje. No entanto, é importante considerar que essas medidas, embora ajudem a melhorar isolamento acústico, afetam o tempo e o custo final do projeto.

Facilidade de instalação da telha metálica trapezoidal

Embora a instalação da telha metálica trapezoidal seja um trabalho relativamente rápido, ele pode não ser tão simples.

Para garantir a durabilidade do material, é imprescindível que ele seja instalado por profissionais altamente qualificados, uma vez que as telhas sofrem contrações e expansões com a mudança de temperatura e, quando não dispostas considerando essa variação, podem ter problemas de afrouxamento, o que prejudica a segurança da cobertura.

 

Desempenho térmico

O conforto térmico é outro ponto de atenção importante a ser considerado na hora de optar pela telha metálica trapezoidal. Isso porque, esse tipo de material reflete a luz irradiada sobre ele, o que evitaria o aquecimento excessivo do ambiente.

No entanto, como a telha metálica trapezoidal tem baixa inércia térmica, ela acaba transmitindo calor — ou frio — com maior facilidade para os ambientes, o que pode causar desconforto nos ocupantes do imóvel ou aumentar os custos com energia elétrica para climatização artificial do espaço.

Para minimizar o baixo desempenho térmico do material, a solução é instalar manta térmica, forro ou laje, o que evita que a temperatura do material seja transmitida diretamente para o ambiente. No entanto, é importante considerar mais uma vez que isso aumenta o custo total da obra.

Estética

Um aspecto importante ao avaliar o uso da telha metálica trapezoidal na cobertura residencial é a falta de apelo estético do material, uma vez que esse tipo de telha não harmoniza facilmente com diferentes perfis de projeto.

Para atenuar esse problema, é possível optar pela aplicação de tintas coloridas nas telhas, que podem ajudar a criar harmonia entre a construção e a cobertura. Nesse caso, também é essencial considerar que os custos desse procedimento diluiriam ainda mais a eventual economia obtida pelo preço atraente do material.

Ainda levando em conta o visual, considere que mesmo optando por não pintar as telhas, pode haver diferença entre as cores de placas novas e antigas,  caso seja necessário fazer substituição de telhas durante a vida útil do telhado, o que acaba prejudicando a uniformidade do projeto.

Embora seja um produto leve e fácil de manusear, a telha metálica trapezoidal exige atenção a uma série de aspectos que devem ser considerados para na escolha do material da cobertura.

Lembre-se que a escolha do tipo e modelo de cobertura ideal para o seu projeto residencial deve ser feita considerando também o custo x benefício, o conforto termoacústico e a estética do telhado. Por isso, avalie bem todos esse fatores antes de decidir!

Agora que você já sabe como usar a telha metálica trapezoidal em um projeto residencial, aproveite para conhecer 10 projetos de arquitetura com telhado embutido que podem servir de inspiração para a sua obra!

Deixe um comentário