8 dicas para lidar com obras em casa da melhor forma possível

Você sabe por onde começar as suas obras em casa? Reformar o seu lar é um conjunto de ações que necessita de bastante planejamento, principalmente para que exista um controle e tudo seja conduzido corretamente, evitando transtornos.

Por isso, é importante planejar a sua reforma com antecedência, o que, além de impulsionar o desempenho das obras, pode minimizar os gastos com imprevistos que poderiam comprometer o seu orçamento. Pensando nisso, separamos 8 dicas para você lidar com a reforma da melhor maneira possível e evitar problemas durante as obras!

1. Faça um projeto de reforma

Contar com o auxílio de um profissional especializado na área, como um arquiteto ou decorador, pode valer muito a pena para o seu projeto. Assim, você pode ter um layout personalizado com detalhamentos bem trabalhados que vão compor a sua casa.

O preço desse tipo de serviço pode variar bastante em relação à experiência do especialista — de R$ 500,00 a R$ 50.000,00 ou mais. Por isso, é importante sempre procurar por bom custo-benefício.

Uma dica para você que está com o orçamento apertado e, mesmo assim, deseja investir em um projeto de decoração é procurar por profissionais recém-formados ou que estejam próximos de concluir o curso. Desse modo, você vai conseguir um bom preço pelos projetos e ainda terá um serviço adequado às suas necessidades.

2. Proteja os móveis

Ao planejar as obras em casa para reformar o ambiente, é necessário considerar que esse tipo de serviço pode danificar os móveis encontrados nos cômodos da sua residência. É preciso lembrar que existem objetos que podem ser complicados demais de se mover entre os quartos e salas e, portanto, devem ser protegidos.

Você pode utilizar um pano pesado ou uma lona para cobrir os seus móveis; assim, além de proteger os seus bens contra a sujeira, você evita possíveis danos causados devido à movimentação durante o período da reforma.

3. Planeje um cômodo por vez

Todo tipo de reforma traz um certo desconforto, principalmente por causa da dor de cabeça que as obras em casa causam, além da sujeira que elas fazem. Portanto, ao planejar esse tipo de serviço em sua residência, considere reformar um cômodo de cada vez.

Com isso, o trabalho fica concentrado em apenas um ponto da casa, causando menos transtorno para você e seus familiares. Esse tipo de dinâmica deve ser avaliada caso a caso.

Por exemplo, existem profissionais que quebram todo o piso da casa para então começar a instalação do novo aos poucos. Ou até mesmo quando você vai pintar a casa, há pintores que lixam todos os cômodos, para depois corrigir a massa e, em seguida, selar o local para realizar a pintura.

É possível substituir os pisos quarto a quarto, evitando o transtorno de ter a casa toda interditada durante o processo. O mesmo acontece com a pintura. Viu a diferença?

4. Estabeleça prioridades

Antes de começar o processo de reforma, você deve avaliar os motivos para a obra e, com isso, definir as suas prioridades. Portanto, veja se está na hora de realizar a manutenção da pintura, como está a condição das cerâmicas da cozinha e do banheiro e se existem infiltrações, vazamentos ou tomadas que não funcionam.

Essas são reformas emergenciais e devem ser tratadas com prioridade em relação às outras. Agora, se todo o funcionamento do seu lar está em ordem e a reforma planejada tem a finalidade de trazer mais comodidade e beleza para a sua casa, chegou a hora de deixar a criatividade fluir!

5. Contrate uma mão de obra eficiente

Independentemente do tipo ou tamanho da reforma, contar com o trabalho de profissionais especializados é um benefício. Assim, é possível contratar um serviço de qualidade, além de respeitar os prazos estipulados durante todo o processo.

Com isso, você só tem a ganhar. Desse modo, além de reduzir os aborrecimentos com os possíveis erros que uma mão de obra pouco qualificada pode causar, você poupa dinheiro com materiais que seriam desperdiçados por causa de um mau serviço.

6. Crie um limite de gastos

Como forma de evitar transtornos com possíveis prejuízos e comprometimento excessivo do seu orçamento familiar, você precisa estipular o seu limite de gastos antes do início das reformas. Portanto, busque avaliar as suas reais condições financeiras no momento e defina um valor máximo que vai ser investido na obra.

Ainda assim, é preciso considerar que o valor final da reforma pode girar em torno de 10% a 20% a mais desse limite. Isso acontece principalmente porque, por mais minucioso que seja o seu planejamento, qualquer tipo de obra está sujeito a imprevistos que podem encarecê-la.

7. Escolha materiais sustentáveis

Na hora de começar as obras em casa, uma das maiores preocupações é a renovação da parte estética do ambiente residencial. O que muitas pessoas desconhecem é que é possível adotar conceitos de sustentabilidade para trazer beleza e elegância para o seu lar e ainda economizar com isso.

Essa proposta está muito difundida nos projetos de arquitetura bioclimática. Por isso, a utilização de materiais menos agressivos ao meio ambiente nas construções e reformas vem se tornando uma tendência no mercado.

8. Considere as necessidades dos membros da família

Durante o período de reforma, existem diversos fatores que podem causar incômodo a você e aos seus familiares, como o forte cheiro de tinta, o barulho e a poeira. Além disso, as obras em casa podem interditar cômodos, como os quartos, tirando o espaço privado dos seus filhos e parentes.

É muito importante considerar as necessidades dos membros da sua família durante uma reforma, desde as questões alérgicas que podem se agravar por causa da obra até a privacidade.

Esperamos que, com essas dicas, você esteja pronto para lidar com as obras em casa da melhor maneira possível. Lembre-se sempre de manter os cômodos limpos e bem arejados, para evitar problemas com o cheiro de tinta e possíveis alergias devido à poeira. Assim as obras em casa não precisam causar tantos problemas.

Aprendeu com nossas dicas? Aproveite para aprender ainda mais com o nosso conteúdo sobre as 10 dicas para ter uma casa ecológica!

Deixe um comentário