6 principais tipos de telhas de cerâmica para não errar no telhado

Os telhados brasileiros são construídos com diferentes tipos de telhas de cerâmica. No país, essas telhas são as mais populares e perdem apenas para as telhas de fibrocimento. Também conhecidas como telhas de barro, elas costumam ter um custo unitário baixo e podem ser encontradas em diversos formatos e modelos.

Por outro lado, assim como qualquer outro material de construção, as telhas cerâmicas oferecem vantagens e desvantagens. Continue lendo para saber quais são os principais tipos e as características de cada um.

Quais são os principais tipos de telhas de cerâmica?

Arredondadas, achatadas, com maior ou menor rendimento, mais leves ou mais pesadas: os diversos tipos de telhas cerâmicas são tradicionais na construção civil nacional.

Observar o rendimento e a inclinação deles é essencial para ter melhor aproveitamento no projeto.

1. Telha colonial

A telha colonial é um dos tipos de telhas de cerâmica mais utilizados em projetos residenciais. Com um formato arredondado, essa é uma telha bem tradicional e presente em boa parte dos telhados.

Em média, o peso por unidade varia entre 2,5 kg e 3,6 kg, dependendo do fabricante. O rendimento desse tipo de telha costuma ser de 25 peças por m² e a inclinação exigida é de, pelo menos, 25%. É possível encontrá-la em diversas cores, além de opções esmaltadas.

2. Telha portuguesa

A telha portuguesa, de certa forma, foi criada para suprir algumas deficiências da telha colonial. Esse é um dos tipos de telhas de cerâmica com encaixes mais modernos e, por isso, permite uma cobertura mais uniforme e estável. Além disso, ela oferece um rendimento maior. Cerca de 17 peças por m². O peso médio de cada uma é de 2,6 kg e a inclinação recomendada é de 35%.

3. Telha americana

A telha americana também é considerada uma evolução da telha colonial. Com um rendimento ainda maior, são necessárias apenas 12 peças por m². Esse é mais um dos tipos de telhas de cerâmica cujos encaixes também foram aprimorados, resultando em uma cobertura mais estável. O peso normal de cada unidade é de 3 kg e a inclinação mínima recomendada é de 35%.

4. Telha italiana

Seguindo as linhas das telhas colonial, portuguesa e americana, a telha italiana é mais um dos tipos de telhas de cerâmica com formato arredondado. Porém, ela é um pouco maior do que os outros modelos, o que também lhe confere um bom rendimento. São necessárias cerca de 14 peças por m² e o peso médio de cada é 2,75 kg. Nesse caso, a inclinação do projeto deve ser de, no mínimo, 30% para sustentar a cobertura de forma segura.

5. Telha romana

A telha romana conta com um design mais achatado, conferindo um estilo mais moderno aos projetos. Com um bom encaixe, seu rendimento é de 16 peças por m². O peso de cada telha é de aproximadamente 2,5 kg e o tamanho é de cerca de 40 cm.

De todos os tipos de telhas de cerâmica, a telha romana é a que oferece um custo mais acessível e, por isso, também tem uma alta aceitação no mercado.

6. Telha francesa

Seguindo o formato mais achatado, a telha francesa é uma telha de cerâmica pouco utilizada nos projetos mais atuais. Essa telha exige uma inclinação maior, no mínimo 36%. São necessárias cerca de 16 telhas para cobrir um m² e o seu peso médio é de 2,6 kg.

Quais são as principais exigências em relação à qualidade da telha?

Ausência de defeitos estruturais

Os defeitos estruturais, como quebras, fissuras e rebarbas, impedem o encaixe perfeito entre as telhas. Isso é essencial para que o telhado cumpra sua função de proteção do ambiente interior contra eventos externos, como chuva, incidência do sol e entrada de resíduos.

Além disso, uma telha mal acoplada pode se soltar facilmente com a ação do vento e da chuva. Assim, além do desconforto, você terá de enfrentar uma nova obra em sua casa para o reparo da estrutura.

Poucas esfoliações

As esfoliações são os “arranhões” sofridos na superfície da telha. Em excesso, elas não só comprometem a estética, mas também aumentam a permeabilidade do material. No entanto, algum nível desse tipo de defeito é sempre esperado pela manipulação.

Queima adequada e uniforme

A cerâmica é submetida a temperaturas elevadas no processo de fabricação. É isso que traz as características de proteção e a beleza do material. Uma queima inadequada deixa a superfície com cores e texturas muito diferentes — o que atrapalha a estética e aumenta a permeabilidade.

Pouca porosidade

Os poros, que são aqueles buraquinhos vistos na superfície, estão presentes na maioria das cerâmicas. Eles devem ser muito pequenos a olho nu, caso contrário isso indica uma maior absorção de água e uma fragilidade estrutural. Assim, haverá quebras com muito mais frequência, demandando a substituição.

Quais são as vantagens das telhas de cerâmica?

As telhas de cerâmica são um dos principais materiais utilizados nas construções residenciais, pois, além de combinarem com o estilo residencial, trazem outros benefícios como os que seguem.

Isolante térmico

Ajudam a regular a temperatura interior em relação ao meio externo. São materiais que refletem parte da energia solar e também não são bons condutores de calor. Desse modo, sua casa ficará com um ambiente mais regulado em comparação ao clima.

Isolante acústico

A cerâmica também é um mau condutor de sons, o que contribui para evitar que a propagação das ondas passe para a sua casa. Com isso, você terá mais conforto acústico e poderá relaxar e ter um sono melhor.

Resistência ao fogo

Também são materiais completamente não inflamáveis, o que previne que as chamas de um incêndio atinjam sua casa pelo teto.

Aparência

Quando pensa em um telhado, a maior parte das pessoas visualiza uma cobertura com algum dos tipos de telhas de cerâmica. Afinal, elas traduzem com bastante propriedade o conceito de um telhado tradicional. Por isso, ficam bem em projetos rústicos, nos quais as telhas aparentes dão certo charme à construção.

Preço

Comparando o preço das outras telhas disponíveis no mercado, as telhas cerâmicas costumam ser mais baratas. Para escolher entre os modelos de telha cerâmica, é prudente avaliar o rendimento e o peso de cada um, de modo a saber qual opção traz a melhor relação custo-benefício para o projeto.

E as desvantagens?

Fragilidade

Quando comparadas aos outros tipos de telhas, como as de concreto ou a telha ecológica, as telhas cerâmicas são mais frágeis. A quebra das peças pode gerar infiltração e goteiras no telhado. Por isso, a manutenção periódica é necessária.

Peso

Devido ao seu baixo custo, grande parte das pessoas que está construindo ou reformando considera a telha de cerâmica a primeira opção. Porém, não é apenas o custo da telha que deve ser levado em consideração. Como essas telhas são mais pesadas, a estrutura da cobertura também deve ser mais robusta, o que, consequentemente, gera mais custos no projeto.

Manutenção

Telhas cerâmicas, ao contrário de outros modelos, requerem manutenção periódica. É preciso aplicar impermeabilizantes e fazer limpeza frequentemente. Como a telha de cerâmica é naturalmente porosa, a tendência é que a umidade favoreça a proliferação de fungos.

Resistência ao vento

Mesmo sendo pesadas, telhas cerâmicas têm resistência moderada ao vento. Em muitos tipos de cobertura, é recomendado que seja feita a amarração do telhado para evitar o destelhamento.

Quais são os problemas trazidos por telhas de má qualidade?

Bons materiais são essenciais para a qualidade de qualquer obra ou reforma. Uma escolha malfeita pode trazer problemas em curto e longo prazo.

Infiltração nas paredes

Um escoamento inadequado da água permitirá que ela se infiltre nas suas paredes, causando mofo e prejuízos estéticos e estruturais. Às vezes, esse problema é difícil de perceber, pois as gotas que vão se acumulando são pequenas e não são vistas a olho nu.

Porosidade

A porosidade permite que a água se acumule dentro da telha. Com o tempo, isso vai causando a diluição de materiais da cerâmica, trazendo muito mais fragilidade estrutural. Assim, as telhas podem se quebrar muito facilmente, o que contribui para a formação de goteiras.

Goteiras

Por fim, telhas ruins não se encaixam bem uma na outra. Isso gera uma falha na vedação do telhado. Consequentemente, durante as chuvas, há o surgimento de goteiras, que incomodam e podem danificar móveis, eletrodomésticos, pisos, entre outros.

Telhas cerâmicas para o seu projeto: sim ou não?

Essa é uma dúvida de muitos consumidores, contudo cada projeto apresenta características únicas e tem necessidades específicas.

Todos os materiais de construção apresentam vantagens e desvantagens. Antes de investir, vale pesquisar e conversar bastante com o arquiteto da obra para tomar a melhor decisão.

Agora que você já conhece os tipos de telhas de cerâmica, ficou com alguma dúvida ou tem algum comentário a respeito do post? Então, não deixe de falar aqui embaixo. Estamos ansiosos para saber sua opinião!

Leave a Reply

Posts mais populares

Confira agora 5 dicas práticas sobre como limpar telhado
18/11/2019
Veja como funciona a captação de água da chuva
14/11/2019
Como consertar o telhado? Veja pequenos reparos que podem ser feitos
01/11/2019
 6 ferramentas essenciais para ajudar nas obras
31/10/2019
8 cuidados de como andar no telhado com segurança
30/10/2019

Text Widget

Nulla vitae elit libero, a pharetra augue. Nulla vitae elit libero, a pharetra augue. Nulla vitae elit libero, a pharetra augue. Donec sed odio dui. Etiam porta sem malesuada.